Grande imprensa evita falar da fortuna que o governo paga aos banqueiros

junho 2, 2017 No Comments »

Ou seja, os banqueiros recebem mais dinheiro do que a Previdência, mas na divulgação desses dados, só os valores relacionados à Previdência merecem destaque

Luís Alberto Alves/Comunicação CNTQ

A grande imprensa é ágil em criticar o movimento sindical, mas quando o assunto é o gasto público com os juros e amortização da dívida, este assunto jamais aparece nos telejornais, revistas ou jornais, mesmo os especializados em economia, caso do Valor Econômico, que agora pertence às Organizações Globo, também exploradora da concessão de canal de televisão.

Segundo o economista do Dieese, Daniel Ferrer, do orçamento da União relativo a 2015, do total de R$ 2,268 trilhões, correspondente a 38,4% do PIB (soma de todos os bens produzidos no País durante 12 meses), os banqueiros ficaram com R$ 962 bilhões (42,43%). “Este valor é duas vezes mais o gasto com a Previdência Social, equivalente a R$ 472 bilhões. Ou seja, os banqueiros recebem mais dinheiro do que a Previdência, mas na divulgação desses dados, só os valores relacionados à Previdência merecem destaque, geralmente de forma negativa”, disse.

Na avaliação do presidente da CNTQ (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Químico) e do Sindiquímicos Guarulhos, Antonio Silvan Oliveira, é preciso que seja feita uma auditoria externa nesta dívida. “Todo ano os banqueiros ficam com a melhor fatia do bolo. O absurdo é tão grande que a Saúde recebe apenas 4,14% desse dinheiro. Parece que para o governo é interessante que tenhamos uma população doente, sem condições de contribuir para o progresso deste país. O mesmo ocorre com a Educação, que o orçamento da União reserva apenas 3,91% desses recursos para investimento”, finalizou.

Views All Time

Views All Time
126
Views Today

Views Today
1