Campanha Salarial 2014 dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas, Plásticas e Farmacêuticas de Belo Horizonte e Região

Químicos de Belo Horizonte conquistam Aumento Real

A direção da CNTQ, representada pelo seu presidente Antonio Silvan Oliviera, parabeniza os Químicos de Belo Horizonte e Região, que na última sexta-feira (21), através do SindLuta (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas, Plásticas e Farmacêuticas de Belo Horizonte e Região), entidade sindical que integra a CNTQ, fecharam com chave de ouro todas as negociações salariais junto à base. Assim, os trabalhadores das categorias Química, Plástica, Produtos de Limpeza e Fogos de Artifício e Explosivos já podem comemorar um significativo aumento salarial e ganhos reais para toda categoria.
Vandeir-presidente-do-SindLuta
Vandeir presidente do SindLuta

A assinatura das CCTs (Convenções Coletivas de Trabalho) pelo presidente do sindicato, Vandeir Messias Alves, e os presidentes de cada sindicato patronal já foi feita e o documento será entregue para todos os trabalhadores em breve.

Os trabalhadores da categoria Produtos de Limpeza conquistaram um reajuste e aumento do piso de 7,9% e um reajuste e aumento dos salários de 7,3%. De acordo com o INPC do período, 5,38%, o aumento real de ambos foi de 2,52% e 1,92%, respectivamente.

Os trabalhadores da categoria Química também tiveram ganho real e reajuste e aumento do piso e salário; isso apesar das lamentações dos patrões em afirmar que há uma crise na indústria cosmética e farmacêutica, com aumento dos impostos, queda nas vendas, sazonalidade do mercado e falta de mão-de-obra.

Contudo, o SindLuta bateu o pé e demonstrou a necessidade de um aumento do piso salarial e dos salários de forma a gerar um equilíbrio entre demais convenções coletivas de outras categorias. Dessa forma, após três rodadas de negociações, os trabalhadores dessa categoria conquistaram um reajuste e aumento do piso de 7,6%; reajuste e aumento dos salários de 7,2%. De acordo com o INPC do período, 5,38%, o aumento real de ambos foi de 2,22% e 1,82%, respectivamente.

GRÁFICO---NEGOCIAÇÕES-SALARIAIS-2014
GRÁFICO NEGOCIAÇÕES SALARIAIS 2014

Com relação às negociações salariais da categoria Plástica, ainda que os patrões não quisessem mexer na CCT, em um primeiro momento, o sindicato brigou e conquistou para os trabalhadores da base um grande reajuste e aumento do piso de 10,4% e um reajuste e aumento dos salários de 7,3%. De acordo com o INPC do período, 5,38%, o aumento real de ambos foi de 5,02% e 1,92%, respectivamente.

Por fim, os trabalhadores da categoria Fogos de Artifício e Explosivos tiveram um excelente ganho real, ainda que 2014 tenha sido um ano de difícil negociação salarial, devido o cenário econômico nacional e internacional. Dessa maneira, o SindLuta batalhou e conseguiu reajuste e aumento do piso de 17,14% e reajuste e aumento dos salários de 7,8%. De acordo com o INPC do período, 5,38%, o aumento real de ambos foi de 11,76% e 2,42%, respectivamente.

De acordo com o presidente do SindLuta, Vandeir Messias Alves, o sindicato queria uma negociação salarial objetiva. “Nossa meta em 2014, apesar da chamada crise econômica e financeira que ronda o país, seria conquistar uma boa elevação do piso salarial e aumento real dos salários, ou seja, trazer dignidade para os trabalhadores e suas famílias”, finalizou.

Fonte:SindLuta

 

 

Views All Time
Views All Time
394
Views Today
Views Today
2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Please copy the string D2osu2 to the field below: