Químicos da Força vão lutar por aumento real nesta Campanha Salarial

 
*Imprensa FEQUIMFAR

“A Campanha Salarial e Social dos trabalhadores nos setores químicos, plásticos e fertilizantes da FEQUIMFAR já começou e elaborou a pré-pauta de reivindicações. Nossa luta é por reposição das perdas salariais, aumento real de 2%, Piso Salarial de R$ 1.800,00 e PLR mínima de dois pisos salariais.”

No dia, 8 agosto, dirigentes da FEQUIMFAR (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas do Estado de São Paulo) e Sindicatos filiados estiveram reunidos em Seminário de Negociação Coletiva do setor industrial químico e plástico, na Colônia de Férias dos Químicos, em Praia Grande SP.

Na oportunidade, Daniel Ferrer, do DIEESE, fez um diagnóstico do desempenho setorial e um resumo dos principais indicadores da conjuntura econômica do país.

O evento deu início, oficialmente, à Campanha Salarial e Social dos 130 mil trabalhadores do setor industrial químico e plástico no Estado de São Paulo, distribuídos nos segmentos químicos, plástico, petroquímicos, abrasivos, fertilizantes, cosméticos, tintas e vernizes, entre outros.

Ao fim do Seminário, dirigentes da FEQUIMFAR e Sindicatos filiados aprovaram uma pré-pauta de reivindicações que será levada às assembleias para avaliação e aprovação dos trabalhadores.

Pré-Pauta de Reivindicação

– Reajuste salarial: Inflação (estimada em 3,16%) + 2% de aumento real
– Piso Salarial de R$ 1.800,00
– PLR no valor mínimo de 2 Pisos Salariais
– Piso do técnico químico de R$ 2.729,28

Próximas etapas

Até o dia 15 de setembro, dirigentes dos Sindicatos filiados, com apoio da FEQUIMFAR, CNTQ, Força Sindical e IndustriALL, realizarão assembleias em todo o estado de São Paulo para que os trabalhadores apreciem a pré-pauta de reivindicações.

Sendo aprovada pela categoria, a Pauta de Reivindicações será entregue ao setor patronal do CEAG 10, após assembleia na Federação, no dia 16 de setembro.

Neste ano, mais uma vez, a luta será conjunta entre FEQUIMFAR/Força Sindical e FETQUIM/CUT.

“Nesta campanha salarial, vamos discutir as cláusulas econômicas, tendo em vista que as sociais estão em vigência até outubro de 2020.  Esta é a hora da unidade prevalecer e fortalecer as negociações coletivas para que possamos assegurar nossas conquistas em Convenção Coletiva de Trabalho.” Edson Dias Bicalho, secretário geral da FEQUIMFAR e presidente do Sindicato Químicos de Bauru

“A classe trabalhadora tem enfrentado uma série de desafios, mas estamos dispostos para seguir em frente na luta pelos nossos direitos. Não vamos medir esforços nas assembleias para que nossas reivindicações sejam atendidas.” Jurandir Pedro de Souza, diretor financeiro da FEQUIMFAR e presidente do Sindicato dos Químicos de Itapetininga

Views All Time
Views All Time
182
Views Today
Views Today
2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Please copy the string aS9cgp to the field below: