CNTQ completa 11 anos

setembro 15, 2017 No Comments »
CNTQ completa 11 anos

Mas visualizávamos a necessidade de buscar entendimento com as mais diferentes lideranças do seguimento químico em nível nacional

*Antonio Silvan Oliveira

O sonho de criar uma confederação para aumentar as conquistas e beneficiar a categoria química em nível nacional começou na segunda metade da década de 1980.  Igual grande edifício que começa por uma base forte para sustentar depois todos os andares, os companheiros que integravam o DNGQ (Departamento Nacional do Grupo Químico) na CNTI (Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria, iniciaram o processo de fundar essa confederação.

Silvan: “O sonho de fundar a CNTQ nasceu na década de 1980”

Naquela época o Brasil vivia o tormento da hiperinflação, quando mensalmente a inflação passava dos 50% e os preços nos supermercados e todo o comércio subiam velozmente, corroendo rapidamente o salário. Por outro lado, o País dava os primeiros passos após conviver 21 anos numa ditadura militar, que perseguiu violentamente diversas lideranças sindicais, políticas e estudantis.

Mas visualizávamos a necessidade de buscar entendimento com as mais diferentes lideranças do seguimento químico em nível nacional. Trabalho extenso por causa do tamanho do Brasil, pois como sonhávamos a CNTQ não existia algo semelhante.

O nascimento desta confederação resultou num trabalho integrando inúmeras entidades desta categoria existente em várias regiões deste imenso País. O objetivo era obter conquistas para beneficiar os trabalhadores deste segmento profissional.

O tempo passou rápido e quando olho para trás num processo de autocrítica, percebo o quanto a CNTQ, no brilhante trabalho realizado por toda sua diretoria e entidades filiadas, o quanto fortalecemos as negociações em diversas data-base em todo o Brasil, fornecendo subsídio econômico e dependendo do processo, apoio jurídico.

Nestes 11 anos os avanços foram muitos. Tudo resultando em excelentes conquistas à categoria química. Reconheço que enfrentamos várias lutas durante todos esses anos. Mas nunca abaixamos a guarda.

Nosso objetivo se manteve de ampliar as conquistas econômicas e sociais aos químicos deste imenso Brasil. Deixo meu agradecimento a todos dirigentes e entidades filiadas à CNTQ e demais companheiros que apoiaram e continuam ao nosso lado na batalha, para alguns setores da sociedade considerada utópica, de reduzir as distâncias políticas e econômicas que ainda impactam a classe trabalhadora. Que Deus abençoe a todos vocês.

*Antonio Silvan Oliveira, presidente da CNTQ (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Químico) e do Sindiquímicos Guarulhos.

Views All Time

Views All Time
45
Views Today

Views Today
1