Bayer lança fungicida para algodão no Brasil, quer consolidar liderança

setembro 4, 2018 No Comments »
Bayer lança fungicida para algodão no Brasil, quer consolidar liderança
*Reuters

SÃO PAULO (Reuters) – A Bayer, uma das maiores companhias do setor de agroquímicos, anunciou nesta terça-feira o lançamento de um fungicida no Brasil para ajudar produtores a lidar já na safra 2018/19 com a principal doença a atingir a cultura do algodão, a mancha da ramulária.

O fungicida Fox Xpro, com três princípios ativos, promete maior eficácia no controle da doença, que além de reduzir a qualidade da fibra do algodão pode impactar negativamente a produtividade de uma lavoura em até 70 por cento, se o combate ao fungo não for adequado.

O agroquímico estará disponível também para produtores de soja, mas somente na safra seguinte (2019/20), em um movimento que a Bayer acredita que pode ajudá-la a “consolidar a liderança no mercado de fungicida no Brasil”, disse a jornalistas nesta terça-feira Marcos Dallagnese, gerente de Fungicidas da companhia no país.

A companhia alemã, que fechou em junho a compra da norte-americana Monsanto por mais de 60 bilhões de dólares e aposta no Brasil como motor para a expansão da divisão de “crop science”, já tem o registro do Fox Xpro para soja, o principal produto de exportação do país, o maior exportador da oleaginosa.

Contudo, executivos da Bayer explicaram que a empresa começará as vendas pelo setor de algodão, que conta com menos produtores comparativamente com a soja, para que o lançamento possa ser acompanhado de forma mais estruturada e responsável.

O lançamento do produto acontece em um bom momento no país para o setor de algodão, o mais intensivo em investimentos entre os principais produtos agrícolas. Os cotonicultores do Brasil projetam safras e exportações recordes, o que pode levar o Brasil a superar a Índia no ranking dos exportadores, na temporada 2018/19.

“Pretendemos estar (com o produto) entre os principais produtores de algodão”, acrescentou Dallagnese, ao ser questionado sobre a abrangência das vendas da companhia ao setor, formado por cerca de mil cotonicultores.

Uma das principais dificuldades do controle da ramulária é que o fungo se adapta e pode ganhar resistência, dependendo do manejo realizado pelo produtor.

Segundo a Bayer, com uma maior eficácia, o Fox Xpro pode permitir uma redução de aplicações de fungicidas, elevando a rentabilidade em uma lavoura em 151 dólares por hectare.

O diretor-executivo da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), Marcio Portocarrero, que participou de um evento realizado pela Bayer para promover o fungicida, afirmou que ainda que o produtor venha a pagar mais caro por um defensivo mais eficaz, o investimento em geral vale a pena pelo retorno financeiro obtido.

O custo de uma lavoura de algodão gira em torno de 8 mil reais por hectare, com os agroquímicos respondendo por 34 por cento do total. A ramulária responde por parte importante do gasto com defensivos agrícolas dos produtores, segundo Portocarrero.

Views All Time

Views All Time
75
Views Today

Views Today
1